Pessoas treinam vigorosamente durante o inverno e a primavera se preparando para a temporada de verão. Chega o verão e com ele começa um período de viagens e lazer para muitas famílias e indivíduos. É ótimo quando o treinamento se traduz em um corpo magro e saudável. Infelizmente o tempo passado a viajar em carros, ônibus e aviões ou o tempo gasto em hotéis pode comprometer todo o seu trabalho duro e sacrifícios que você fez para o verão e ganhar uns quilinhos. Mas tem como evitar isso.

Muitos de nós vão viajar de carro para os nossos destinos favoritos. O tempo gasto na estrada pode estragar sua alimentação, se você não se preparar com antecedência. Siga uma técnica de nunca comer enquanto se move. A quantidade de comida ingerida, inconscientemente, enquanto se concentra em andar ou dirigir pode aumentar.

Nunca coma da embalagem original. Lanche colocados em pratos ou vasilhames ocupam mais espaço e reduze o risco de comer o saco inteiro. Escolha lanches que vão cumprir uma parte de suas necessidades nutricionais, em vez de um lanches com muitas calorias mas vazios nutricionalmente. Uma boa opção seria a pipoca sem manteiga. Em 23 calorias por copo, pipoca é um depósito alto de fibras, que leva muito tempo para comer, para aqueles que não podem evitar petiscar no carro.

Escolha alimentos que são ricos em densidade de nutrientes e alimentos que são baixos em densidade de energia. Legumes são cheios de vitaminas, minerais e irão mantê-lo energizado durante o dia. E muitos deles podem ser armazenados como petiscos  para a viagem.

Varie as frutas de seus lanches. Enrole bananas em papel alumínio e congele para a viagem. Uvas sem sementes e frutos que estão congeladas fazem também um ótimo e nutritivo lanche completo. Sanduíches podem ser congelados durante a noite, pois estarão prontos para comer ao meio-dia do dia seguinte. Escolha pães de grãos integrais com recheios que congelam bem como peito de frango e atum.

Alimentação nas viagens

Em sua bagagem, para evitar as comidas de beira de estrada, recomendamos que empacote alguns alimentos saudáveis par anão cair nas armadilhas gordurosas. (Foto: www.todayiatearainbow.com)

Se você tiver que parar em um restaurante ao longo do caminho, considere outros fatores: evite pedidos alimentos mistos, alimentos processados ??e alimentos que possam ser preparados em banha de porco, óleo de manteiga, margarina ou gorduras saturadas. Fuja de frituras! Encomende carnes simples, batatas assadas ou arroz e legumes cozidos no vapor.

Saladas são oferecidas na maioria dos restaurantes e são uma excelente fonte de fibras e vitaminas A e C. Muitos itens em saladas são ricos em sódio, gordura e calorias e deve ser consumidos com moderação. As escolhas que são mais baixos em calorias e gorduras são os seguintes:

  • Folhas verdes escuras, como espinafre e couve, e alface;
  • Todos os vegetais frescos: broto de feijão, aspargos, brócolis, couve-flor, cenoura, aipo, pepino, feijão verde, cogumelos, cebolas, ervilhas, pimentão, rabanete, repolho roxo e tomate, devido ao fato de que eles são ricos em fibras e vitaminas e baixo em calorias;
  • Peru, clara de ovo, frango ou carne magra para proteínas.

Considere também os molhos para a salada, utilizando mais o básico azeite e vinagre do que outros. Se for optar por usar outros molhos, coloque no máximo uma colher de sopa.

Quem está viajando de avião não tem que se contentar com comida de avião. Se você ligar com antecedência de 24 horas antes do seu voo, pode pedir para ter uma refeição especializado pronto para você. A maioria das companhias aéreas oferecem uma variedade de refeições especiais para acomodar vegetarianos, diabéticos ou pessoas em dieta de baixo teor de sódio ou de baixa caloria.

Alimentos salgados, tais como biscoitos, amendoins, batatas fritas e bolachas água e sal devem ser evitados. Estes tipos de comida forram o estômago e atrapalham na digestão.

Viagens internacionais podem levar 10 horas ou mais com pouca oportunidade de se envolver em atividade. Com isso em mente, considere que uma cerveja exigiria uma caminhada de trinta minutos para queimar as calorias vazias consumidas, antes de pensar em consumir algo muito calórico. Designe uma parte da refeição, como um copo de suco, uma salada ou uma peça de fruta, para ser comido mais tarde, como um lanche. Verifique também as regras de bagagem de mão e se é possível que você leve seu próprio alimento.

Alimentos para a viagem

Barras de cereais, frutas, sucos em caixinha. São apenas alguns exemplos de alimentos saudáveis que você pode levar como lanches para sua viagem. (Foto: anationofmoms.com)

Ao chegar ao seu destino, escolha restaurantes que oferecem uma grande variedade e são mais propensos a incluir escolhas nutritivas de baixa caloria. Tenha em mente que um restaurante ou um hotel não é uma cozinha privada e que o chef não é seu empregado pessoal. E o pedido tem que levar isso em consideração.

Saiba mais sobre conceitos básicos de cozinha. Molhos italianos são ricos em colesterol. Salteado sempre significa cozidos em manteiga. Todos os alimentos fritos, não importa qual a gordura ou o óleo em que são fritos, são ricos em calorias.

Faça um pedido claro, preciso e fácil de seguir. Não interrogue o garçom ou garçonete. O seu pedido deve ser preciso e muitas vezes um estabelecimento irá substituir a “manteiga” do pedido por margarina, se não especificar sua preferência.

Em geral, mesmo que você não siga as regras acima, as regras gerais sempre se aplicam: não coma demais; não coma muito rápido; não fale quando você está comendo, não pule refeições; e não se esqueça de se exercitar, optando sempre por ir a pé para lugares próximos de seu hotel. Se ele tiver uma academia ou piscina, melhor ainda par ajudar a queimar calorias.

Com toda a diversão que as férias e feriados trazem, seguir estas dicas pode te ajudar a garantir que quando sair da rotina, você ainda vai estar na melhor forma de sua vida!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)