O termo hipertensão é bastante usado e difundido nos dias de hoje, mas nem todas as pessoas sabe sobre o que se trata. Ouve-se na televisão, lê-se em revistas, jornais, alguém diz que está com problema de hipertensão…

A hipertensão é o nome usado para designar a pressão arterial do corpo elevada, que ocorre quando a força exercida pelo sangue nas paredes dos vasos arteriais está alta, superior ao que é considerado padrão. Essa situação levanta preocupações por que pode ocasionar sérios problemas de saúde, como doenças do coração, derrame. Normalmente, a pressão de uma pessoa é considerada normal quando mede 120 por 80 (120/80 mmHg, medida em milímetros de mercúrio). De acordo com a Mayo Clinic:

“A pressão arterial é determinada pela quantidade de sangue o coração bombeia e a quantidade de resistência ao fluxo sanguíneo nas artérias. Quanto mais sangue o coração bombeia e mais estreitas as suas artérias, maior a sua pressão arterial.”

A pressão arterial em padrões normais de funcionamento é fundamental para ocorrer a circulação do sangue em todo o corpo. O sangue leva o combustível do corpo (oxigênio) à todos os órgãos. Quando a pressão se altera constantemente, pode afetar alguma função do corpo e/ou acarretar alguma doença (como problemas cardíacos, má circulação, problemas de visão). Geralmente, o diagnóstico dado a partir de diversas medições de pressão durante a rotina normal da pessoa.

O grande problema da hipertensão é em grande parte dos casos é um problema de saúde silencioso, sem sintomas. Sem falar que pode variar de pessoa para pessoa. Quando a pressão está extremamente elevada pode apresentar os seguintes sintomas: dores de cabeça, tonturas, cansaço e, até mesmo, zumbido nos ouvidos.

 Razões que contribuem para a hipertensão: estresse, excesso de sal na alimentação, cigarro, níveis elevados de ingestão de álcool e genética (histórico de alguém com hipertensão na família). Determinadas doenças e alguns medicamentos podem também contribuir para a hipertensão.

O tratamento para hipertensão varia de pessoa para pessoa. Em alguns casos, há a inserção de medicamentos. Somente um médico pode diagnosticar e indicar o que fazer.

Atitudes saudáveis para controlar a pressão arterial: beber muita água durante o dia, alimentação saudável (sem excesso de sal e condimentos), exercício físico, parar de fumar, beber com moderação e com pouca frequência, manter o peso adequado e ter uma vida menos estressante.

Vida saudável é com informação!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)